O que é Matriz BCG e como ela pode te ajudar a decidir sobre os investimentos da sua empresa

Como você define investimentos e prioriza determinadas linhas de produtos ou serviços da sua empresa? Sabia que a Matriz BCG é uma boa ferramenta estratégica para isso?

Trata-se de uma análise gráfica que se baseia no ciclo de vida de produtos, serviços ou de unidades de negócios. 

Criada a cerca de quatro décadas, a Matriz BCG ainda se mostra bastante útil para as tomadas de decisões em empresas de diferentes portes e mercados.

Tendo em vista sua relevância, elaboramos este artigo para explicar melhor o que é Matriz BCG. Continue a leitura e descubra também como criar uma Matriz BCG para o seu negócio.

Vem com a gente!

Leia também: Processo de tomada de decisão nas organizações: racional e intuitivo

O que é Matriz BCG?

Para entender o que é Matriz BCG, é interessante voltarmos a sua origem. 

A Matriz BCG foi criada no início da década de 1970 por Bruce Henderson, empresário norte-americano e fundador da empresa de consultoria Boston Consulting Group – BCG.

A Matriz BCG pode ser definida como uma metodologia de análise gráfica que define e faz comparações entre diferentes produtos, serviços ou unidades de negócio de uma organização.

Essa ferramenta tem como base 3 fatores:

  1. o ciclo de vida dos produtos;
  2. sua participação no mercado;
  3.  seu potencial de crescimento. 

Seu principal objetivo é, a partir dos resultados da análise gráfica, identificar quais decisões estratégicas deverão ser tomadas em relação aos produtos ou unidades de negócio analisados.

Basicamente, são 4 decisões que podem ser tomadas:

  • Construir
  • Manter
  • Colher
  • Abandonar

Veremos cada uma dessas decisões com mais detalhes nas próximas linhas.

Importância da Matriz BCG

Ok, você já sabe o que é BCG. Mas por que essa Matriz é importante?

A Matriz BCG pode ajudar empresas que lidam com produtos de tipos diferentes. Por meio dessa ferramenta, fica mais fácil decidir sobre em quais produtos investir ou em quais descontinuar os investimentos, por exemplo.

Além disso, a Matriz BCG é importante também para o desenvolvimento de estratégias mais eficientes de estoque, marketing e vendas.

Se você quer aprender a pensar de maneira estratégica, este post também pode ajudar você:

Tudo sobre a cadeia de valor de Porter e como ele faz sua empresa mais lucrativa

Passo a passo: como criar uma Matriz BCG

Ficou claro o que é Matriz BCG e sua importância para os negócios? Então confira a seguir um passo a passo bem descomplicado de como criar uma matriz BCG para analisar os produtos da sua empresa.

Passo 1 – Faça uma lista de todos os seus produtos

O primeiro passo de como usar a Matriz BCG é, antes de tudo, fazer uma lista com todos os produtos, serviços ou unidades de negócio que você deseja analisar. 

Passo 2 – Desenhe um plano cartesiano

O plano cartesiano é composto por duas linhas (uma horizontal e outra vertical) que se cruzam formando um ângulo de 90º.

O eixo vertical representa o crescimento dos produtos no mercado. Já o eixo horizontal representa a participação dos produtos no mercado. 

INSERIR IMAGEM: 

Passo 3 – Distribua seus produtos na tabela

Considerando os dois critérios da tabela (participação do produto no mercado e crescimento de mercado), você deverá distribuir os produtos que você pretende analisar.

  • 1º quadrante: Crescimento alto e Participação alta;
  • 2º quadrante: Crescimento alto e Participação baixa;
  • 3º quadrante: Crescimento baixo e Participação alta;
  • 4º quadrante: Crescimento baixo e Participação baixa.

Passo 4 – Classifique seus produtos

Você deve estar se perguntando: o que significam essas figurinhas dentro da tabela? Elas são as classificações que cada produto analisado receberá. 

Estrelas

Produtos líderes de mercado. Vendem muito, mas demandam grandes investimentos.

Pontos de interrogação

Geralmente produtos novos, de lançamento recente, que ainda não geram grandes lucros mas que têm grande potencial. No entanto, podem demandar investimentos elevados.

Vacas leiteiras

Produtos que perderam crescimento no mercado mas que representam lucros significativos para empresa e, agora, demandam pouco investimento. São considerados uma evolução dos produtos “Estrela”.

Abacaxis

Produtos que chegaram ao fim do ciclo de vida.

Passo 5 – Defina as estratégias para cada grupo

Chegamos a última etapa de como usar a Matriz BCG. Aqui, após classificar cada um dos produtos, é hora de definir as estratégias para eles. A intenção é conseguir distribuir os recursos e investimento de maneira mais acertada e lucrativa.

Basicamente, há 4 estratégias que você pode adotar:

Construir

Produtos nos quais você acredita que vale a pena investir para aumentar a participação no mercado.

Manter

Produto que representam mais vantagem se mantidos na posição em que se encontram. Para isso, a demanda por esses produtos precisa ser constante ou crescente.

Colher

Produtos que representam bons resultados de receita, como as Vacas Leiteira e as Estrelas, são ótimos para se colher fluxo de caixa em curto prazo.

Abandonar

Produtos que não valem a pena investir, como os Abacaxis ou o Pontos de Interrogação. Estes últimos podem demandar um investimento muito alto e poucas chances de dar certo em termos de lucratividade.

Quer mais dicas sobre como criar a matriz BCG? Então, confira este vídeo do Viver de Blog:

Outra famosa matriz estratégica que você precisa conhecer: Análise SWOT: exemplos e dicas, aprenda a fazer na prática!

Você usa BCG na sua empresa?

E aí? Gostou de saber mais sobre o que é Matriz BCG e sua aplicação prática? Agora que você já está por dentro do que é BCG, conte para a gente se já usou essa metodologia na prática. compartilhe sua experiência!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu