Medida para redução de custos em empresas: não corte na carne

É só chegarem tempos de crise financeira e os resultados dos negócios não atingirem os objetivos desejados para que empreendedores e gestores comecem a iniciar um processo de tomada de decisão visando descobrir “o que vamos cortar?”.

Mas será que é mesmo preciso cortar algum despesa ou dispensar colaboradores para reduzir custos?

O tradicional corte do cafezinho e o controle ferrenho da impressão de documentos são outro tipo de medida para redução de custos em empresas que, convenhamos, são meramente “cosméticas”.

E se dissermos que você pode reduzir despesas em seu negócio de uma forma “automatizada”, você acreditaria?

Aliás, antes de qualquer medida drástica, você precisa analisar com cuidado sua situação atual e descobrir os verdadeiros motivos de não estar atingindo seus objetivos.

Só depois, com informações confiáveis nas mão, é que é hora de pensar na medida para redução de custos em empresas mais adequada para a sua.

Trouxemos para você 5 sugestões que podem ser mais fáceis de implantar doque você imagina.

Dê uma olha e veja quais delas são mais apropriadas para seu modelo de negócio.

Medida para redução de custos em empresas: veja 5 exemplos

Se você quer saber como ser um bom gestor financeiro, o primeiro passo é ter as informações corretas à sua disposição. Só depois tome decisões.

Você verá que boa parte das medidas para redução de custos em empresa que sugerimos têm a ver com esse importante ativo de seu negócio: informação!

1- Encontre gargalos, atrasos e desperdícios

Muitas vezes as empresas estão tão acostumadas a fazer as coisas de determinada maneira que não percebem que essa forma de fazer poderia ser melhorada.

E sabe qual o modo mais fácil de descobrir se um processo de seu negócio poderia ser melhorado?

Desenhando um fluxograma deste processo.

Você já deve ter ouvido falar em fluxogramas, mas se acha que é difícil de fazer, se engana!

Hoje, existem programas gratuitos que ajudam a desenhar um fluxograma de forma intuitiva, com um interface de arrasta e solta.

Você vai ver que depois de desenhar esse fluxo de processo e analisá-lo com calma, ficará muito mais fácil perceber se há desperdícios e onde as tarefas se afunilam, gerando gargalos, atrasos e prejuízos.

2- Tenha acesso à performance de seus processos

A boa notícia é que esses mesmos programas que ajudam a desenhar seus processos em busca de melhorias, costumam ter módulos adicionais para que você os automatize.

Isso significa mais do que simplesmente substituir tarefas repetitivas que eram feitas manualmente por processos automáticos. Automatizar quer dizer que você terá acesso aos indicadores de desempenho dos processos do seu negócio.

Só medindo a eficiência de suas operações é que você poderá saber se ela está trazendo os resultados que deseja. E, caso não esteja, tome a medida para redução de custos em sua empresa que vai evitar essa ineficiência.

3- Tenha um excelente controle de fluxo de caixa

Existem diversos outros controles financeiros que você pode usar em sua empresa, como demonstrativos contábeis e balancetes.

Mas para quem procura uma medida para redução de custos em empresas, a atenção redobra ao fluxo de caixa é fundamental.

Você pode fazer isso em uma planilha onde marcará todas as despesas recorrentes, mês a mês, como energia elétrica, aluguéis, salários etc.

Em seguida, sempre que tiver uma despesa extra, como a manutenção de uma máquina ou um rescisão contratual, marque a data em que terá que pagar esses valores.

Na outra coluna, marque todas as usa entradas recorrentes, como no caso de academias e escolas, ou suas previsões de vendas, baseando-se nos anos anteriores.

Vá ajustando os valores dessas previsões conforme os resultados reais forem acontecendo.

Dessa forma, você poderá prever seu saldo em caixa futuro com uma boa precisão e se antecipar a alguma necessidade de financiamento, evitando pagar multas por atraso ou juros altíssimos no cheque especial.

4- Use programas de gestão financeira

Achou trabalhoso fazer essa planilha de fluxo de caixa? Lembre-se que esse é apenas um dos procedimentos necessários para controlar suas finanças na empresa.

Que tal usar programas de controle financeiro e ter tudo isso bem mais fácil e organizado em sua empresa?

Além de excelentes ferramentas pagas, existem ótimos programas para controle financeiro grátis, como o Bkper.

5- Automatize a emissão de notas fiscais

Esta é uma medida simples e muito prática que pode ser feita com o auxílio de um gerenciador de nota fiscal eletrônica.

As vantagens são muitas. Para começar, os impostos são calculados automaticamente, evitando erros e multas. Além disso, você pode integrar alguns desses programas com outros de sua empresa, emitindo as notas automaticamente, por exemplo, quando um e-commerce aprova uma compra.

Isso poupa o tempo de funcionário e, como você sabe, tempo é dinheiro.

Bons emissores de notas fiscais eletrônicas devem contar com um painel de controle para você acompanhar seus faturamentos mensais, o que vai ajudar bastante a fazer sua previsão de receitas e também a avaliar seu desempenho em vendas.

E aí? Convencido de que não precisa fazer cortes para tomar uma medida para redução de custos em empresas?

Este post foi escrito pela equipe da Nfe.io, um sistema de emissão e controle de notas fiscais que automatiza tarefas chatas e faz sua empresa ganhar tempo, performance e diminuir custos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu