O que é como usar o funil de inbound marketing

Inbound marketing é uma estratégia de marketing digital que procura atrair clientes para seu site na internet por meio do uso de técnicas de SEO e marketing de conteúdo.

Na verdade, esta é apenas a primeira etapa do funil de inbound marketing, em que, depois de atrair interessados e transformá-los em leads (fazendo os clientes deixarem um contato, como e-mail, nome e telefone), é preciso nutri-los de informações e educá-los sobre sua solução, para que reconheçam que ela pode resolver um problema ou necessidade que tem e considerarem sua compra.

A última etapa desse funil de vendas é a decisão de compra.

Nesta postagem, vamos mostrar como conduzir seus leads através do funil de inbound marketing para transformá-los em clientes.

Transformando leads em clientes com o funil de inbound marketing

O funil de inbound marketing é como um pipeline de vendas, só que mais específico para esta estratégia de marketing digital.

É uma representação visual e esquemática que divide a jornada de compra em 4 etapas, distribuídas nas 3 áreas do funil de inbound marketing, chamadas de topo, meio e fundo.

Primeira etapa: Aprendizado e descoberta – Topo do Funil

Como dissemos, esta etapa é responsável por atrair e fazer com que as pessoas notem que têm um problema ou necessidade e se interessem por assuntos relacionados a eles.

Segunda etapa: Reconhecimento do problema – Meio do Funil

Agora a pessoa já identificou qual é o seu problema ou necessidade, mas ainda não sabe exatamente como resolver essa situação e começa a pesquisar soluções para isso.

Terceira etapa: Consideração da solução – Fundo do Funil

Tendo pesquisado e recebido informações, a pessoa interessada já descobriu algumas possíveis soluções para seu problema ou necessidade e está estudando qual delas pode ser a mais adequada para seu caso.

Quarta etapa: Decisão de compra – Fundo do Funil

Agora, finalmente, o interessado começa a acreditar que determinada solução é a ideal para ele e quer conhecê-la melhor, além de comparar com as outras alternativas, até que se decida, ou não, pela compra.

No inbound marketing são usados conteúdos na internet (em blogs e mídias sociais) e o disparo de e-mails para levar esses possíveis clientes até a base do funil.

Vamos entender isso melhor no tópico seguinte

Como produzir conteúdo para inbound marketing

Veja quais as providências que você deve tomar para fazer a nutrição de seus leads e conseguir levá-los sempre uma etapa adiante em seu funil de conversão de inbound marketing.

1- Crie um blog

O primeiro ponto, fundamental para que esta metodologia funcione, é a criação de um blog onde serão disponibilizados conteúdos para as 3 regiões do funil de inbound marketing.

  • Para o topo do funil, assuntos mais gerais e relacionados ao problema, mas não diretamente a sua solução. Nesta etapa não se deve falar de seu produto ou serviço, mas passar informações úteis e relevantes para os interessados.
  • Para o meio do funil, os temas podem ser um pouco mais específicos e profundos, pois agora os interessados buscam informações mais detalhadas. Eventualmente uma menção ao seu ramo de negócio pode ser feita, mas evite ofertas ou comunicações que pareçam propaganda.
  • Para o fundo do funil o conteúdo já pode se referir especificamente ao seu produto ou serviço como uma alternativa de solução, apontar cases de sucesso e até fazer comparativos com soluções de outras empresas, mas sempre com o objetivo de ajudar seu cliente a tomar uma decisão para resolver seu problema ou sua necessidade.

2- Capture leads

Muito bem, diferentes perfis de clientes, em diferentes etapas do funil de marketing estão acessando seu blog em busca de informações.

É nesse momento que você deve oferecer a eles conteúdos mais aprofundados, como infográficos, e-books, a possibilidade de assinar uma newsletter, assistir um webinar ou até mesmo testar sua solução por meio de um trial.

Mas existe um detalhe importante: para ter acesso a estes conteúdos mais ricos, o interessado deve fornecer, em troca, dados de contato, como e-mail, nome e telefone.

Dessa forma, você poderá enviar a ele e-mails personalizados, com ainda mais informações, o que vamos detalhar no próximo item.

3- Faça a nutrição de leads e os qualifique

Nutrição de leads é o envio de e-mails conforme o perfil de cada cliente e a etapa do funil de inbound marketing em que se encontram, para estimulá-los a seguir adiante em sua jornada, ruma à base do funil à conversão da venda.

Para isso, o ideal é usar uma ferramenta de automação de marketing. Essas ferramentas analisam todos as interações de seus leads com posts, e-mails e ao baixarem materiais, e os qualificam em perfis para que recebam o conteúdo mais adequado.

Em determinado momento, um lead pode ser qualificado como uma oportunidade “quente”, pois está pronto para ser contatado por sua equipe comercial.

4- Ative a equipe comercial para converter oportunidades

Com uma série de dados sobre o comportamento de seu cliente enquanto se relacionava com seus conteúdos, ficará muito mais fácil para o vendedor fazer uma ligação e, se for o caso em seu tipo de negócio, marcar uma visita para falar com o cliente pessoalmente e fazer uma apresentação de vendas.

É assim que funciona o funil de inbound marketing: atraindo, nutrindo, qualificando e criando oportunidades para sua equipe comercial fechar mais vendas.

Este artigo foi escrito por Júlio Paulillo, Co-founder e CMO do Agendor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu