O que é e como aplicar o Design Thinking em seu negócio

Design Thinkng é uma estratégia de criação de produtos e serviços inovadores baseados nas necessidades reais dos seres humanos e não apenas em instinto, “feeling” ou “achismos”.

Divulgada mundialmente por especialistas como David M. KelleyTim Brown e Roger Martin, o Design Thinking é uma estratégia muito usada por empresas de sucesso e quem tem trazido excelentes resultados.

Em função disso, trouxemos para você, nesta postagem, um resumo de seus principais conceitos, os 3 estágios de sua implementação e a maneira correta de aplicá-los em seu negócio para desenvolver novos produtos ou serviços que agradem a seu público e se tornem sucessos de vendas.

Os 3 estágios de Design Thinking: invente, teste, aja

marketing de produtos e serviços, muitas vezes, carece de bases sólidas, como elementos sérios de pesquisa de marketing ou estudos de mercado para que se tomem as decisões corretas na hora de lançar algo de novo para os clientes do seu negócio.

Nesse contexto, o Design Thinking traz uma nova perspectiva de como encarar esse problema de uma forma prática e ágil, sempre baseada nas reais necessidades e desejos do consumidor e, principalmente, no comportamento humano.

Para isso, ele é dividido em 3 estágios, que analisaremos com mais cuidado, a seguir:

1- Invente o futuro: enxergue através do comportamento das pessoas

Tente descobrir o que os consumidores de seu mercado querem, as coisas que desejam que estivessem disponível para resolver problemas reais de suas vidas, mas que não existem ainda.

Para isso, é preciso mergulhar em suas vidas, analisar seu comportamento e suas atitudes, e sentir o que procuram no mercado, mas não encontram.

Por isso, não foque sua busca em produtos ou serviços, mas em necessidades que o comportamento das pessoas indica claramente que ainda não estão sendo atendidas.

2- Faça testes reais para comprovar suas ideias

O uso de protótipos é uma das características que diferenciam a estratégia de inovação do Design Thinking de outras, menos focados na maneira como as pessoas interagem com os produtos e os serviços que sua empresa pretende lançar no mercado e que eles (os consumidores) nunca viram antes.

Por isso, testar suas ideias é fundamental para garantir que sua estratégia está seguindo o caminho certo (o mesmo que os seus clientes) e que os resultados serão aqueles que você tanto deseja.

Assim, conduza alguns experimentos e veja como os consumidores respondem a eles, para que você possa ajustar o atributos e funcionalidades do produto, seu preço e, principalmente, seu posicionamento no mercado.

3- Traga o novo produto ou serviço à vida!

É hora de colocar seu produto ou serviço inovador no mercado. Afinal, foi para isso que todos esses protótipos, estudos e experimentos com consumidores foram desenvolvidos e analisados cuidadosamente.

Para isso, assim que você definir tudo o que este produto ou serviço precisa ter e oferecer aos clientes, determine claramente um plano de ação onde é preciso identificar, entre outros aspectos, quais os recursos necessários para produzir; fazer a adequada distribuição e a venda da inovação desenvolvida, englobando:

  • As atividades que serão levadas a ação;
  • As capacidades que seu negócio precisará desenvolver ou empregar;
  • Os recursos que sua empresa irá precisar.

Desta forma, mais do que simplesmente ter uma ideia sobre um produto ou serviço e levar ao mercado algo que não foi testado ou planejado, use o Design Thinking para ter mais assertividade em suas iniciativas e poder trabalhar com mais segurança e confiança nos resultados finais a serem alcançados por sua empresa.

Com a ajuda do Design Thinking é possível descobrir novos e mais lucrativos mercados, carentes de uma solução inovadora que, se os estágios acima forem corretamente seguidos, somente sua empresa vai oferecer, conquistando cada vez mais clientes.

Por fim, como você viu, trabalhar a inovação de produtos de uma forma pouca pragmática e sem embasamento em testes e pesquisas pode ser um grande erro.

Da criação da embalagem  ou de logotipos às características fundamentais de seu produto ou serviço, todas essas inovações no processo de desenvolvimento devem ser testadas cuidadosamente.

Dessa foram, sua empresa evitará arriscar um alto investimento ao colocar no mercado algo que, eventualmente, não vai agradar ao seu público nem atender às necessidades e desejos dos consumidores.

Este post foi escrito pela equipe da We Do Logos, a maior plataforma criativa da América Latina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu