Conheça os tipos de kanban e melhore a produtividade na sua empresa

Kanban, Agile, Scrum, Lean

Esse monte de nomes já está criando uma confusão em sua cabeça?

Parece que tem gente competindo em sua empresa para desencavar palavras estranhas, só para te deixar com a impressão de que está desatualizado?

Calma! Pode parar!

Essa mania de usar o domínio das metodologias ágeis, em alguns casos, está tão exagerada que até um dos autores do manifesto ágil chegou a se pronunciar sobre isso.

Confira em nosso blog: Um dos autores do manifesto critica as metodologias Ágil e Scrum

Que tal entender de uma forma simples e didática o que é quais são os tipos de kanban?

Kanban e seus tipos

Atualmente, diversas empresas têm adotado a técnica do kanban para potencializar a eficiência de suas atividades.

As vantagens são inúmeras:

  • Fluidez no trabalho;
  • Aumento de produtividade;
  • Eliminação de gargalos;
  • Acompanhamento de desempenho;
  • Otimização do tempo;
  • Melhor aproveitamento de recursos, etc.

De baixíssimo custo, o kanban mostrou-se ser uma ferramenta adequada para gestão, comunicação e divulgação de informações dentro das empresas.

Ele permite que as atividades sejam executadas dentro do prazo estipulado, por meio de controles visuais e intuitivos.

Mas você sabe o que é kanban? E mais: você sabe quais são os tipos de kanban? Venha descobrir!

O que é kanban?

O kanban é uma técnica japonesa de gestão visual utilizada para registrar ações e tarefas. O método foi inventado pela Toyota na década de 1960 e incorporado a práticas de gerenciamento de estoque e controle de fluxo de peças, inicialmente.

Veja um exemplo de Kanban abaixo:

método kanban

Os principais objetivos do kanban são:

  • Promover a produtividade e uma produção mais eficiente;
  • Otimizar os processos de movimentação, produção, execução de tarefas e entrega de demandas.

O kanban baseia-se em referências visuais, geralmente cartões coloridos (post-it são muito populares). Tais cartões são colocados em murais, descrevendo as atividades que precisam ser feitas (to do), as que estão sendo feitas (doing) e as já concluídas (done).

O kanban funciona como um sistema de controle que auxilia na organização de tarefas dentro de um processo. Dessa forma, as atividades são realizadas e entregues de forma semelhante àquela observada nas linhas de produção.

Conheça agora os tipos de kanban e veja como eles podem melhorar a produtividade do seu negócio.

Veja também: 6 sugestões de melhores práticas para aprimorar o método Kanban

Quais são os tipos de kanban?

Kanban de produção

Nessa modalidade, os murais geralmente são divididos em três seções: para fazer (to do), fazendo (doing) e feitas (done). Dependendo do grau de complexidade do processo em questão, outras seções podem ser acrescentadas ao mural.

Cada cartão deverá conter informações mínimas sobre cada tarefa que será desempenhada:

  • O que precisa ser feito;
  • O prazo para concluir;
  • O responsável por executar a atividade.

As diferentes cores podem servir para indicar o andamento da atividade ou o setor responsável, por exemplo.

A partir do momento em que as tarefas começam a ser realizadas, os cartões são deslocados para a etapa seguinte até que tudo esteja finalizado.

Dessa forma, a coluna que está com uma vaga em aberto alerta que pode receber uma nova tarefa, “puxando” a linha de produção. Isso permite ter mais controle sobre determinado processo, do começo ao fim.

Kanban de movimentação

Para entender como essa modalidade funciona, acompanhe o seguinte exemplo.

Imagine que a Toyota, idealizadora do kanban, estivesse produzindo um lote de 100 carros. Porém, os processos de produção só avançam a cada 10 automóveis.

Suponhamos que há três etapas de produção de um carro: montagem, pintura e acabamento.

Somente quando a 10ª unidade concluir a primeira etapa, um adesivo acoplado a ela autorizará a liberação de outras 10 unidades. Todos os setores posteriores da linha de produção deverão proceder dessa forma.

Assim, a produção será diretamente proporcional ao ritmo de consumo e ao giro das mercadorias. Quanto maior o consumo e o giro, maior será a produção.

Esse pode parecer um método lento, mas na verdade ele é bastante eficiente.

Isso porque os recursos humanos e financeiros são utilizados de maneira responsável e sustentável.

E-kanban

Com o constante avanço da tecnologia, não demorou muito para que esse método gestão visual fosse adaptado para versões eletrônicas.

Para muitas pessoas, o e-kanban não é considerado como um dos tipos de kanban, sendo apenas uma conversão da técnica japonesa para o ambiente digital.

Seja como for, o e-kanban garante mais agilidade e eficiência aos processos de comunicação interna das organizações.

Ele pode se feito em um simples software de planilhas eletrônicas ou em programas e aplicativos disponíveis para tablets e smartphones e com caráter colaborativo.

Quando usar um software de Kanban?

Soluções de Kanban são excelentes para eliminar o “mato alto”.

Ou seja…

Acabar com aquela montanha de emails que destroem a gestão e a produtividade da equipe.

Mas vale refletir:

Será que todas as suas demandas e problemas cabem em um simples quadro?

Se a resposta for “Sim“, então siga em frente. Existem várias ferramentas no mercado que podem “resolver” o problema:

Mas se a resposta for “Não“, então você precisa partir para o próximo nível.

Ferramentas de Kanban não permitem que você escale a demanda. A falta de regras rígidas permite que as demandas sejam movimentadas sem muito critérios.

Alguns tipos de ferramentas de Kanban até permitem a configuração de restrições, e muitas vezes se dizem “ferramentas de BPM”.

Mas não se iluda:

O conceitos e as ferramentas de BPM são muito mais completos e densos do que um simples Kanban.

Qual sua opinião sobre Kanban?

E se você já usa o kanban em sua empresa, conte para a gente nos comentários como faz isso, se usa um software e quais são os resultados alcançados.

Você gosta? Resolve seus problemas? Tem alguma dificuldade?

4 Comentários. Deixe novo

  • Avatar
    Osni Arturo Francisco Junior
    março 21, 2019 10:13 pm

    Particularmente, utilizo o Kanban para uma equipe totalmente desorganizada, que gerencia suas atividades e tarefas através de emails e outros meios, O método possibilita identificar minimamente as tarefas que são realizadas e o fluxo que elas percorrem até serem concluídas. Isso me permite conhecer a organização e envolver a equipe num processo de reflexão sobre o próprio trabalho, Cria-se assim na organização um ambiente mais propício para a implementação de um método mais robusto de organização dos processos, como o BPM.

    Na prática faço o seguinte processo:

    1º – Negocio com a direção da organização a implementação de uma experiência para otimização dos processos, buscando a redução dos custos operacionais e agilidade na resolutividade das tarefas, sem que seja necessário nenhum investimento (#todaorganizaçãobuscaisso), somente acesso as pessoas ;

    2º – Solicito aos envolvidos de terminado setor que listem as tarefas que estão em andamento ou para serem realizadas;

    3º – Identifico aquelas tarefas que são menos complexas, mas que envolvem ou dependem de parte significativa da equipe;

    4º – Com esta lista em mãos cadastro tudo no Trello, numa lógica do Kanban, com as seguintes listas: À fazer, Fazendo e Feito;

    5º – Apresento para aqueles que são “delegadores” de tarefas, a maneira como podem ir acompanhando o andamento da tarefa na ferramenta;

    6º – Após os delegadores compreenderem o funcionamento, incetivo eles a passarem para outras pessoas da equipe como eles podem trocar informações através da ferramenta, nos quadros correspondente a cada tarefas;

    7º – Fico um período, no máximo duas semanas, observando e questionando os envolvidos se a quantidade de emails diminuiu, pois é um bom indicador para avaliar se estão empenhados em utilizar a plataforma;

    8º – Chamo uma reunião com os envolvidos para avaliar e discutir sobre a experiência;

    9º – Sistematizo os resultados e apresento para a direção da organização.

    Vale ressaltar que o Trello é uma ferramenta que oferece um serviço bastante completo gratuitamente e isso ajuda a mitigar restrições por parte das lideranças da organização. Também permite sistematizar de forma dinâmica e envolvente as tarefas e fluxos da organização. Naturalmente a complexidade vai aumentando o que abre espaço para implementação de metodologias e ferramentas muito mais robustas.

    É minha contribuição

    Osni

    Obrigado ao time Heflo pelo conteúdo sobre Kanban.

    Responder
  • Avatar
    Thiago Martins
    junho 10, 2020 1:15 am

    Não utilizo o Kanban mas apresento bastante interesse em usar .

    Responder
  • Avatar
    Renato Tadao Miyauti
    julho 5, 2020 2:15 pm

    Corrigir o nome Toyota
    “Imagine que a Toyta, idealizadora do kanban, estivesse produzindo um lote de….”
    “Imagine que a Toyota, idealizadora do kanban, estivesse produzindo um lote de”
    https://www.heflo.com/pt-br/agil/tipos-de-kanban/

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu