Como conseguir investidores para empresas pequenas? Mostre que funciona!

Você teve aquela ideia sensacional, que sabe que vai dar certo, reuniu gente de sua confiança, alguns viraram sócios em sua startup, e é hora de crescer e escalar o negócio. Mas como conseguir investidores para empresas pequenas?

Vocês já tentaram de tudo: falaram com parentes e amigos ricos, contatarem dezenas de investidores, conseguiram marcar reuniões e apresentar seu negócio, desenvolveram um “elevator pitch” impressionante e, mesmo assim, nada de investidores!

Como isso é possível, você se pergunta, se seu negócio tem tudo para dar certo, será que esses caras não enxergam isso?

Como conseguir investidores para startup, afinal?

Existem diversas dicas para isso. Em primeiro lugar, será que seu plano de negócios fecha mesmo? Uma estratégia muito usada para demonstrar isso é o famoso Startup Canvas, que é rápido e prático de apresentar.

Veja mais: Modelo de negócio canvas lean: para startups e grandes negócios

Outro ponto fundamental, que muitos investidores desejam, é que um dos sócios seja da área de tecnologia, pois a tecnologia é um fator de grande influência sobre o sucesso de novas empresas. Com um sócio empreendedor comandando ou conhecendo a área, o risco do negócio fracassar pode diminuir consideravelmente, o que vai ser levado em conta pelos investidores.

Mas que tal, em vez de quebrar a cabeça tentando descobrir sozinho como conseguir investidores em startup, ouvir o conselho de quem já fez isso com sucesso, mais de uma vez, e em um mercado emergente, que enfrenta sérias restrições de investimento, como o Brasil?

Conheça Marcus Ribeiro, CEO da Pluga, e tudo que ele tem a ensinar para você sobre como conseguir investidores em empresas pequenas.

Veja também: Use a Matriz de Ansoff e determine estratégias de crescimento empresarial

Como conseguir investidores para empresas pequenas

Marcus alerta que existem diversos tipos de investidores: aqueles que “investem em um PPT”, outros que só começam a conversar se a empresa já está apresentando alguma receita, e ainda aqueles que exigem que o ponto de equilíbrio já tenha sido alcançado.

“Existe empreendedor para qualquer tipo de startup.”

Mas há um critério padrão para a análise de investimentos?

Marcus responde, empolgado:

Marcus Ribeiro“Sim, existe. Todos analisam:

  1. Time: Talvez o ponto mais importante. Analisam o histórico empreendedor, a complementaridade entre os sócios, o nível de intimidade entre os sócios, a resiliência. Time é tudo, principalmente nas startups mais early-stage.
  2. Problema que a startup resolve: É um problema de milhões, talvez bilhões de pessoas? É um problema grave o bastante para as pessoas pagarem por isso?
  3. Solução: a solução é inovadora? Apresenta alguma “Unfair Advantage” como, por exemplo, Primeira Entrante no mercado?
  4. Resultados: pode ser desde faturamento até métricas de vaidade (número de likes, visitantes/mês, cadastro de intenção, etc). É importante se ancorar em algo.

É fundamental observar que o nível de maturidade do business impacta diretamente no valuation da sua empresa. Outro ponto importante é que dinheiro não é uma grande panacéia, se você ainda não encontrou o famoso “product-market fit”, talvez o dinheiro não ajude em nada!”.

Os 3 “se” na hora de conseguir investidores em startup

Marcus alerta também sobre seus objetivos pessoais, sua própria situação financeira e estágio de evolução das receitas de seu negócio; e como conseguir investidores para empresas pequenas pode ser influenciado por tudo isso:

“Se” número 1:

“Se você está procurando um sócio e ainda pensando em sair da empresa em que trabalha, talvez você deva procurar um evento do Startup Weekend ou cursos de empreendedorismo”.

“Se” número 2:

“Se você já está Full-Time dedicado na sua empresa, com sócios, e algum resultado, talvez você deve aplicar para um programa de aceleração ou até aplicar para um programa internacional, como o Startup Chile, que além do investimento financeiro, ajuda no desenvolvimento do modelo de negócios”.

Conheça diversos fundos que investem em startups neste site: CrunchBase

“Se” número 3:

“Se você já possui resultados consistentes (crescimento todo mês, faturamento crescendo duplo dígito, contratando equipe, etc.), talvez valha a pena aplicar para um investimento-anjo, ou captação via um equity-crowdfunding, ou até, dependendo do nível de maturidade, procurar um Fundo de Investimento, como a Redpoint. Neste nível a recomendação é acessar o fundo por meio de uma startup investida pelo grupo”.

Os modelos são complementares, um não exclui o outro. Marcus, por exemplo, participou do Startup Brasil e do Startup Chile, além de aceleradoras. Em Fevereiro de 2016, captou investimento-anjo para a Pluga.

E você, agora que já sabe como conseguir investidores para empresas pequenas e startups, que estratégia vai adotar?

4 Comentários. Deixe novo

  • Avatar
    Otoniel Pereira de Paula
    novembro 10, 2019 3:54 pm

    Ola bom dia , me chamo Otoniel tenho uma empresa formalizada no seguimento de lava car. um negocio que deu certo tenho 5 funcionários, ela funciona diferente dos demais já existentes.Lavagem rápidas e diferenciadas e preço baixo atraindo ssim vários clientes, mas não concigo alavancar por falta de capital de giro, pois a intenção e atingir o maior numero possível de filiais.

    Responder
  • Avatar
    Otoniel Pereira de Paula
    novembro 10, 2019 3:57 pm

    Muito exelente serviço

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu