VRIO: como começar um negócio em casa com 4 perguntas

Quando se fala em como começar um negócio em casa, muitas pessoas se veem tentadas a ingressar em esquemas divulgados por spams de e-mail prometendo altos ganhos com pouco trabalho, ou empresas de marketing multinível de venda de produtos online.

Esqueça tudo isso!

Como em qualquer outro negócio, você precisa descobrir algo que tenha valor para os outros e que você possa entregar a eles com os recursos que dispõem e que, usualmente, para quem decide pensar em como abrir um negócio em casa, não são exatamente abundantes.

E isso requer, entre outras providências, planejamento.

Portanto, mesmo que você seja um profissional liberal, como advogado, contador ou decorador, ou um profissional técnico que decide se tornar um consultor, como programador, engenheiro ou analista de marketing, é preciso estudar cuidadosamente como conciliar este valor percebido por seus clientes com aquilo que você vai oferecer a eles do ambiente de sua casa, o famoso home office.

E-commerce de gorros que você tricotou? Redação de textos? Aulas particulares de idiomas, reforço ou instrumentos musicais? Um blog de culinária? Fazer bombons em casa e vender para cafés e docerias locais?

As possibilidades são inúmeras. E esse é o erro da maioria das pessoas que começam a planejar como começar um negócio para trabalhar em casa:

Pensam no que vão fazer e não no que é valioso para seus clientes!

Por isso, vamos passar para você uma metodologia renomada e usada inclusive por empresas: o método VRIO para descobrir seu grande talento e como abrir um negócio para trabalhar em casa usando este dom.

Confira!

Veja também: Processo de tomada de decisão nas organizações: racional e intuitivo

O método VRIO de como começar um negócio em casa

Criado pelos professores Jay Barney e William Hesterly em seu livro Administração Estratégica e Vantagem Competitiva o acrônimo VRIO resume 4 critérios que empresas ou pessoas que desejam abrir um negócio em casa devem levar em conta para avaliar sua viabilidade:

  1. Valor [Value]
  2. Raridade [Rarity]
  3. Imitabilidade [Imitability]
  4. Organização [Organization]

Portanto, em vez de procurar uma atividade, procure algo valioso, raro, difícil de imitar, organizável dentro de sua casa, que você sabe fazer e pode transformar em um negócio.

Descoberto o seu VRIO, o seu talento, o resto vai ser bem mais fácil.

Confira também: Quais são os desafios dos empreendedores?

Vamos entender melhor cada um desses conceitos?

Para isso, vamos usar como exemplos 3 possíveis negócios que são possíveis de abrir em casa: uma senhora que faz bolos de festa confeitados, encomendados pela internet e entregues em seu bairro, um engenheiro de estruturas que quer se tornar um consultor de projetos e uma professora de violino que quer dar aulas particulares em casa. Qual desses negócios tem VRIO?

1- Valor

Valor não significa caro, mas um valor enxergado pelos seus futuros clientes.

Os bolos de chocolate, não são excessivamente caros, mas têm o seu valor para pessoas que querem dar uma festa.

Os pareceres do engenheiro com certeza são caros, mas como seus clientes vão saber se são valiosos? Se este for um engenheiro famoso, um professor renomado, aí sim eles têm valor.

Na verdade, o mesmo acontece com a professora de violino (e a cozinheira de bolos).

Vamos partir do pressuposto de que todos são competentes em suas áreas e seus serviços valiosos.

2- Raridade

É, bolos não são exatamente raros. Seus ingredientes e receitas estão disponíveis para todos e, com um pouco de esforço, é possível se tornar um bom confeiteiro.

Já engenheiros de estruturas e professoras de violino são coisas mais raras, ponto positivo para ambos!

3- Imitabilidade

Para saber como começar seu negócio em casa, é preciso ver se seus produtos ou serviços são fáceis de imitar. Com certeza os bolos são.

A não ser que haja uma receita especial secreta (como a dos frangos fritos do KFC) ou uma marca desejada, como a Nespresso, por exemplo, bolos são fáceis de imitar.

Fazer laudos de estruturas já é um pouco mais difícil de imitar e ser um mestre no violino, mais ainda.

4- Organização

Por organização, queremos dizer se é organizável, se os processos podem ser modelados de uma forma possível de se produzir o que se deseja vender.

Os bolos, por exemplo, não deve ser difícil de organizar uma produção caseira em baixa escala. Mas e se o negócio crescer, será mesmo possível manter o negócio caseiro? Além disso, dependendo da legislação da cidade, pode não ser permitido vender produtos alimentícios sem licenças ou instalações especiais.

Quanto ao engenheiro, será mesmo possível fazer seus laudos e pareceres sem visitar os locais das obras? E softwares especiais de análise, ele terá dinheiro suficiente para adquiri-los?

No final das contas, dar aulas de violino em casa parece algo muito fácil de organizar.

Portanto, a única das três ideias de como começar um negócio em casa que atende aos 4 critérios VRIO foi dar aulas de violino, que têm Valor, são Raras, difíceis de Imitar e Organizáveis.

Para ajudar você a testar suas ideias de como começar um negócio para trabalhar em casa, use esta tabela que classifica a competitividade delas em:

  • Desvantagem
  • Paridade
  • Vantagem Temporária
  • Vantagem Inexplorável
  • Vantagem Sustentável

As duas primeiras e a quarta devem ser descartadas, a terceira melhorada ou usada por pouco tempo e a última é a melhor opção.

Valioso? Raro? Difícil de Imitar? Organizável? Competitividade
NÃO Desvantagem
SIM NÃO Paridade
SIM SIM NÃO Vantagem Temporária
SIM SIM SIM NÃO Vantagem Inexplorável
SIM SIM SIM SIM Vantagem Sustentável

1 Comentário. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu