O que são regras de negócio e quais as vantagens de aplicá-las em uma empresa

Tomar a decisão de que roupa escolher para ir a uma festa é um processo que pode levar horas. Se é um dilema para alguns, imagine decisões que envolvem os processos de uma empresa?

E não pense que essa é uma característica exclusivamente feminina, claro que não.

Barack Obama e Mark Zuckerberg levam tão a sério a tomada de decisão que não desperdiçam energia tomando decisões que podem ser evitadas.

Eles têm um guarda-roupa bastante restrito e usam quase sempre as mesma roupas, para não perder tempo com esse tipo de tomada de decisão.

Regras de negócios seguem um princípio, de certa forma, semelhante: são decisões pré-estabelecidas que ajudam os processos a fluírem mais rápido e evitam que seus colaboradores percam tempo como isso.

Quer saber mais claramente o que são regras de negócio e como elas impactam na produtividade da empresa?

Então confira nossa postagem.

Confira também em nosso blog: 7 recursos que todo software de automatização de fluxo de trabalho deve ter

O que são regras de negócio?

Como o próprio termo sugere, são regras que servem para definir ou restringir alguma ação nos processos de sua empresa.

São declarações que irão descrever como determinadas operações devem ser realizadas e se há algum limite que precisa ser aplicado.

São elas que guiarão comportamentos e definirão o que, onde, quando, porque e como algo deve ser feito em uma empresa.

Essas regras podem ser veiculadas de maneira formal, informal, escrita ou automatizada.

Entretanto, geralmente, por serem tão relevantes, não apenas são devidamente registradas, mas também são cada vez mais executadas com a ajuda da tecnologia, por meio de softwares especializados.

Essas regras irão declarar a forma com que uma empresa funciona e, por isso, precisam refletir as políticas da organização.

Assim, apontarão requisitos que irão moldar a execução de atividades e processos, orientando a tomada de decisão de seus colaboradores.

As possibilidades de aplicação são amplas e dependerão muito das particularidades de cada empresa.

Mas algumas regras de negócios comumente implantadas são ligadas a certo tipo de processo.

Exemplos comuns de processos que usam regras de negócios:

  • Cálculos de preços
  • Graus de desconto ao cliente
  • Aprovação de orçamentos
  • Liberação de empréstimos
  • Benefícios oferecidos
  • Estabelecimento de prioridades

Como aplicar regras de negócios

Entender o que são regras de negócio é o primeiro passo.

Agora, é preciso saber como elas funcionam.

Muito associadas ao bom rendimento dos processos e estratégias de uma empresa, essas regras precisam ser definidas pelos gestores através de uma excelente análise de seus processos.

Elas devem estar de acordo com as políticas da empresa, dialogar com seus objetivos e fortalecer as estratégias definidas.

Por isso, uma dica importante é tentar considerar as possíveis regras no momento em que se está implantando um planejamento estratégico, para tornar possível alcançar as metas de maneira mais acertada.

Para aplicar regras de negócios é cada vez mais comum o uso da tecnologia, o que garante processos automatizados, mais ágeis e eficientes.

Exemplos de regras de negócios

Considere uma empresa que venda livros online.

É através de regras de negócios que são definidos os descontos que podem ser aplicados em cada caso e qual o limite mínimo para oferecer frete grátis, por exemplo.

Também será uma regra que estabelecerá que uma compra apenas pode ser enviada após o registro de pagamento daquele consumidor.

Em outro caso, considere um SaaS que funciona a partir de vendas recorrentes.

A empresa vem enfrentando problemas com clientes inadimplentes.

O que fazer se o devido pagamento não for registrado no prazo acordado.

A empresa que disponibiliza o SaaS pode decidir por cortar o fornecimento do software tendo como base um prazo estabelecido através de uma regra de negócios.

Ou seja, pode deixar decidido cancelar a assinatura do cliente que não efetuar pagamento por dois meses consecutivos, por exemplo.

Nesses casos, é possível perceber que uma boa execução também é fundamental.

Não é suficiente saber analisar e definir bem as regras a serem estabelecidas, se não conseguir colocá-las em prática.

Imagine nas situações acima como esses processos ocorreriam se todas essas diretrizes não existissem ou dependessem de apenas tarefas manuais.

Já pensou ter que decidir caso a caso qual o desconto de uma mercadoria ou cancelar o serviço de clientes inadimplentes?

Certamente seu negócio perderia produtividade e erros poderiam acontecer.

Qual a importância das regras de negócio?

Todo gestor deve se preocupar em planejar estratégias e desenvolver processos para melhorar os resultados de sua empresa.

E é para isso que as lideranças precisam entender com exatidão o que são regras de negócios.

Ao serem definidas e colocadas em prática, elas são controladas por meio da automatização e pode-se saber tempo real qual os ganhos de desempenho que estão trazendo para a empresa.

O que são regras de negócio em termos de vantagens para a empresa:

  • Fornecer maior controle de processos: ao ter regras estabelecidas, será mais fácil perceber erros e atividades destoantes e corrigi-las agilmente. É possível ter um maior controle sobre os processos mais relevantes.
  • Fortalecer estratégias: acarreta mais eficiência na execução do planejamento estratégico ao levar em consideração as políticas da empresa, as metas definidas e fortalecer os processos para alcançá-las.
  • Reduzir custos: monitorar regras que levam em consideração sua receita e objetivos poderá evitar prejuízos.
  • Auxiliar nas tomadas de decisão: podemos dizer que a própria definição do que é regra de negócio deixa claro seu auxílio para que as decisões tomadas estejam dentro do padrão desejado pela empresa.

Regras de negócio e design de processos

Um dos problemas mais comuns no design de processos é a inclusão de regras de negócio como tarefas do fluxo.

Experimente rever seus fluxos e note aqueles repletos de Gateways exclusivos!

Se você encontrar coisas do tipo…

  • Se o saldo for maior que…
  • Se a data for anterior que…

É provável que sejam regras de negócio e não tarefas ou elementos que devem ser diagramados no seu fluxo.

Acredite!

Se você mover toda essa complexidade para um diagrama DMN ou abstrair as regras em uma documentação, seu fluxo ficará incrivelmente mais fácil de entender.

Agora que você já sabe o que são regras de negócio, gostaríamos de saber de você se elas são usadas em sua empresa e como é esse processo.

Existe um manual a ser seguido e que deve ser consultado ou o processo é automatizado?

Você acredita que regras de negócio poderiam beneficiar os resultados em sua organização?

Deixe suas respostas e opiniões nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu